Capitu: traiu ou não traiu Bentinho?

21 de junho de 2017

imagem: pinterest
Que mentira! Quer dizer.... Capitu traiu Bentinho, no fim das contas? Ou foi simplesmente coisa da cabeça daquele narrador ciumento e possessivo? 
Bom, parece que voltamos à estaca 0. Se Capitu traiu ou não traiu Bentinho é provavelmente um dos fatos mais questionados e polêmicos da literatura brasileira. E eu, como amante desta, não poderia deixar de comentar com vocês o aniversário de uma grande figura histórica do nosso país: Machado de Assis. 
No ano passado, ainda cursando o 3º ano do ensino médio e o cursinho pré-vestibular, tive a oportunidade de ler e trabalhar alguns contos e obras desse cara que foi tão importante pra nossa história. Dentre elas, eu li Dom Casmurro. E não é que me surpreendi com o tanto que gostei? 
Pra quem não tá entendendo nada do que eu estou falando, vou contar um pouquinho sobre a história do livro.
Dom Casmurro é como um poeta apelidou Bento Santiago agora velho, sozinho e amargurado. Ao rememorar sua existência, Bentinho conta sobre sua infância e a vida com a família num casarão na rua de Matacavalos. Foi lá que conhecera e se tornara amigo de sua vizinha, a filha de Pádua, Capitolina.
Bentinho, porém, é enviado a um seminário por consequência de uma promessa feita por sua mãe. Lá, conhece Ezequiel de Souza Escobar, que se torna seu melhor amigo e mais tarde, convence dona Glória de que ela havia prometido a Deus um sacerdote - não necessariamente seu filho. Dessa forma, Bentinho vai a São Paulo estudar direito e consegue, por fim, casar-se com Capitu.
Sancha e Escobar e Capitu e Bento tornam-se vizinhos, morando em duas casas de frente para o mar. Logo, nasce a filha de Sancha e Escobar, que recebe o nome de Capitolina. Capitu e Bento demoram um pouco mais, porém, quando nasce o primeiro filho do casal, decidem retribuir a homenagem chamando-o de Ezequiel. A partir da convivência das duas famílias, Bento começa a notar uma semelhança horrível entre seu filho e Escobar que vai além do nome. Escobar, que era um exímio nadador, acaba morrendo afogado no mar.
Bento enxerga no filho a figura do amigo falecido e fica convencido de que fora traído pela mulher. Resolve suicidar-se bebendo uma xícara de café envenenado. Quando Ezequiel entra em seu escritório, decide matar a criança, mas desiste no último momento. Diz ao garoto, então, que não é seu pai. Capitu escuta tudo e lamenta-se pelo ciúme de Bentinho, que, segundo ela, fora despertado pela casualidade da semelhança.*
Os dois decidem que irão se separar e logo viajam para a Europa para encobrir a situação. 
Existe mais coisas além disso, mas aí eu deixo pra vocês descobrirem lendo o livro. Ou olhando a fonte que me ajudou a retomar a história e fazer o resumo, no final do post. 
Além disso tudo, vocês provavelmente já ouviram as famosas frases que  revelam características de Capitu ao longo do livro. Frases como "Olhos de cigana oblíqua e dissimulada" ou "Olhos de ressaca". Todas elas, sem dúvida, marcantes. Mas o que me atrai de verdade na história é a genialidade do autor. O livro é razoavelmente pequeno, mas nessas páginas, Machado de Assis conseguiu trazer à tona temas como o ciúme e diversas críticas sobre a sociedade brasileira. 
Resolvi trazer essa postagem hoje porque, no dia 21 de junho de 1839, no Rio de Janeiro, nasceu Machado de Assis. Em homenagem, então, a esse nome importante, essa postagem.
Não assisti a minissérie que foi feita alguns anos atrás baseada na obra que citei acima, mas gosto muito dessa cena, particularmente, e acho que vocês vão gostar também.


Depois disso, vocês acreditam no que? Capitu traiu ou não traiu? Eu... Bem, acredito que Bentinho foi apenas mais um homem bêbado de ciúme.

"Palavra puxa palavra, uma ideia traz outra, e assim se faz um livro, um governo, ou uma revolução, alguns dizem que assim é que a natureza compôs as suas espécies."
Machado de Assis

10 comentários:

  1. Eu só li o resumo desse livro pra prestar vestibular, mas nunca li e nem vi a minissérie hahaha então não sei muito bem o que opinar :/

    https://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. assisti a minissérie na época!
    sempre fica essa dúvida!
    bjs

    http://julialisblog.com/

    ResponderExcluir
  3. Confesso que não conhecia a história, é novidade pra mim Carol heheh, só ouvi falar na vdd.. Lendo a sua sinopse, concordo com vc.. Acho que foi questão de ciúmes tb apenas.. Fica esse mistério né?

    Beijos!

    => BLOG VITORIA MARTINI
    - Instagram @vitoriamartini

    ResponderExcluir
  4. Eu não conhecia a história! Agora quero ver a minissérie :D
    Já estou a seguir o blog.
    Beijos, The Fancy Cats

    ResponderExcluir
  5. Eu nunca li o livro, nem vi a minisserie, mas já é a milesima vez que eu vejo essa cena. Adora ela (principalmente a musica ♥ serio, é simplesmente a coisa mais linda do mundo. Juro que todas as vezes que eu vi meus olhos ficaram cheios de lagrimas. A fotografia ficou linda, e esse o ator que fez o narrador é sensacional, ai. Nem consigo explicar. Pra mim esse trecho é épico)
    Vou procurar o livro na próxima vez que eu for na biblioteca!
    Beijãao ♥

    www.jubaqueen.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou mesmo! Concordo contigo, haha! Beijão e desculpa pela demora na hora de responder!

      Excluir