TARDES DE DOMINGO

14 de junho de 2017


O que seria de mim sem as tardes de domingo?
Sem a luz do sol que banha o chão frio do meu quarto todas as manhãs,
O som da chuva e o cantar dos pássaros livres?
Liberdade, liberdade:
Me faz pensar o que seria de mim sem o cheiro do teu perfume
Ou sem o sabor dos teus lábios tortos?
Tortuosas estradas da vida 
Que me fizeram andar até a esquina dos amantes.
Pergunto-me o porquê.
Porque preciso seguir em frente 
Sem você ao meu lado. 

Caroline Waschburger.

8 comentários:

  1. Inspirador!!!

    Não conhecia seu blog, muito fofo seu cantinho ;)

    Beijos.

    vitoriamartini.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente incrivel! Eu gostei muito do poema, até comecei a te seguir. Beijos.
    https://destinoemilcoisas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Que poema incrível. Você escreve super bem.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
  4. Eu amo poemas, adorei o seu!
    Acho que domingo é meu dia preferido da semana ♥

    http://heyimwiththeband.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir